Entenda a Diferença Entre Rinite e Sinusite

renite

Entender a diferença entre rinite e sinusite é muito importante. Sobretudo quando mais de 40% da população do país sofre com problemas respiratórios e mais de 50% não sabe identificar os sintomas, conforme indica o Ibope.

Apesar de ser muito fácil confundir os sintomas dessas doenças respiratórias em especial, existem alguns aspectos que facilitam a sua diferenciação. E é exatamente isso que será abordado ao longo deste post, o que facilita a tomada de decisão quanto aos cuidados e tratamento. Saiba mais:

 

Rinite e Sinusite

rinite e sinusite

A rinite, também conhecida por “alergia nasal”, basicamente é uma inflamação da mucosa nasal, provocada pela exposição à microrganismos alérgenos, que foram inalados pelo sistema respiratório. É possível sentir os efeitos dessa doença logo após o organismo ter entrado em contato com o alérgeno.

Os principais sintomas da rinite estão associados a obstrução nasal, espirros, coriza e coceiras na garganta e até mesmo nos olhos. Apesar desses sintomas serem parecidos com o de uma gripe normal, suas causas são bastante distintas e variadas.

Uma crise de rinite pode ter sido originada por fatores como a exposição a substâncias alérgenas ou até mesmo estar relacionadas a mudanças hormonais. Nesse sentido, é importante buscar orientação profissional para que seja diagnosticado qual o tipo de rinite e o melhor tratamento.

 

De maneira geral, o paciente pode estar acometido por um dos dois tipos de rinite, a saber:

  • Rinite alérgica: é uma doença crônica causada geralmente por alérgenos contidos no ar, tais como os ácaros e o pólen, ou até mesmo por uma reação alérgica a produtos químicos, remédios e as mudanças climáticas.
  • Rinite não-alérgica: também é causada por inflamação devido ao contato direto com vírus e bactérias e até mesmo por disfunções físicas das vias nasais, não tendo causa alérgica.

 

Ao seguir o tratamento adequado para rinite, diminui-se os riscos da doença ser agravada e do organismo desenvolver outras doenças, como a sinusite. Destaca-se que rinite e sinusite possuem sintomas parecidos, mas há algumas características que diferem uma da outra, sendo importante conhecê-las.

 

2 – A Sinusite

De maneira geral, a sinusite é caracterizada como um problema decorrente da infecção dos denominados seios paranasais. O que são eles? As cavidades que ficam localizadas na parte interna do rosto, que são totalmente cobertas por muco. E é a interrupção na liberação desse muco que causa a sinusite.

Explico, o muco precisa ser continuamente secretado pelo nariz, quando algo impede esse processo, os seios localizados no rosto inflamam, infeccionam e causam os principais sintomas da sinusite, são eles:

  • Secreção nasal;
  • Dor de cabeça;
  • Dores no rosto;
  • Tosse, sobretudo à noite;
  • Diminuição do olfato;
  • Diminuição do paladar;
  • Febre;
  • Mau hálito.

Destaque sinusite e renite

O primeiro aspecto que distingue a rinite e sinusite está relacionado à cor da secreção nasal. Quando o paciente está com rinite, a secreção tem uma cor clara, quase transparente. O que não acontece quando ele tem sinusite, pois apresenta secreções na cor esverdeada e/ou amarelada e muito espessas.

Outra forma de identificar que o paciente tem sinusite é pedir para que ele abaixe a cabeça. Por quê? É simples, aqueles que têm esse tipo de doença, costumam sentir uma pressão na parte interna rosto. Isso ocorre devido a infecção característica dessa doença.

Tanto nos casos de rinite quanto no de sinusite, é recomendado manter o corpo sempre hidratado, por isso busque ingerir diariamente dois litros de água. Assim como, evitar ambientes fechados e contato com animais de estimação.

 

Saiba a diferença entre a rinite e a sinusite

Ao longo deste post você pode conhecer o que é a rinite, você pode conhecer os principais sintomas da sinusite e você pode conhecer quais as diferenças entre rinite e sinusite.

Agora, ficou mais fácil de sair da estatística do Ibope dos 50% da população que não sabe distinguir os sintomas das doenças respiratórias. Se você sofre com alguns dos sintomas apresentados, não hesite em buscar orientação médica e iniciar o tratamento adequado.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.